Início > Blog  > Produtividade  > 2 mitos da alta performance

2 mitos da alta performance

2 mitos da alta performance

Recentemente aconteceu algo que chamou muito minha atenção: um aluno da nossa escola estava na etapa final da sua graduação. Frequentemente, ele manifestava que estava com pouco tempo, que tinha que estudar e escrever o TCC (Trabalho de Conclusão de Curso). E, por isso mesmo, estava diminuindo as atividades sociais, familiares e qualquer outra coisa que não fosse sentar e se concentrar no TCC.

Naturalmente, ele também reduziu a presença na escola. Ao final do semestre, nos encontramos novamente. Então eu perguntei como havia sido a conclusão do curso. A resposta foi: não consegui terminar… Quando me sentava pra escrever, não conseguia me concentrar, ficava disperso, cansado e não consegui formar.

Resultado final: mais um semestre de curso apenas para fazer o bendito trabalho…

Daí veio a idéia de derrubar estes 2 mitos da alta performance.

#mito 1: trabalhar mais produz mais resultados

Foi exatamente isso que o aluno da história que eu acabei de contar pensou: para ter melhor rendimento no meu estudo, vou me dedicar apenas a isso!

Porém, o fato é que existem diversas áreas da sua vida que são importantes, como sua família, relação afetiva, sua própria saúde etc. Quando você sacrifica estas áreas para trabalhar mais, não descansar nos feriados ou finais de semana você vai perder rendimento.

Isso acontece simplesmente porque você não é uma máquina e não pode trabalhar como tal. Essa atitude vai te saturar de uma forma que irá te impedir de colocar seus esforços no lugar certo.

A lei de Pareto ilustra bem isso. É o famoso 80/20. Já ouviu falar? Cerca de 20% dos seus esforços produzem cerca de 80% dos seus resultados.

Portanto, trabalhe duro e com foco, empenhe-se. Mas lembre-se que você é humano e precisa dedicar tempo para a sua saúde, suas relações interpessoais e demais áreas. Essa é a melhor maneira de usufruir de todo seu potencial.

#mito 2: metas e objetivos

Sim, é importante ter metas e objetivos. O problema é uma questão de intensidade.

Se você for bitolado demais com sua metas e não conseguir curtir o caminho durante esse processo, a mesma meta que te motiva, pode minar a sua performance.

Existe uma energia primordial para o seu rendimento. É a felicidade. Ela é o combustível necessário para você ter maior rendimento. Nossa vida é muito mais constituída por “caminhos” do que “chegadas”, você passa muito mais tempo na jornada do que no destino final.

Se você limitar a sua felicidade ao ponto de chegada, você vai estar limitando muito seu potencial emocional e isso vai impactar negativamente na sua produtividade.

O que eu quero dizer com isso é: tenha metas e objetivos bem estabelecidos, mas saiba também curtir e desfrutar do caminho que vai te levar até eles. Assim você estará muito mais motivado e ávido por cada conquista.

André Paiva

André Paiva

andre.paiva@derosemethod.org

Sem comentários

Deixe um comentário