Início > Blog  > Comportamento  > Tomada de decisão com clareza

Tomada de decisão com clareza

Tomada de decisão com clareza

Um dos maiores entraves para o aumento da performance está no processo de tomada de decisões.

Para entender melhor esses obstáculos é preciso saber como funciona o sistema cerebral. O processo de decisão é regido pelo sistema límbico como um maestro que rege uma Orquestra Sinfônica. O sistema límbico é o mesmo que atua nas suas emoções e são justamente elas as responsáveis por fazer você gastar demasiadamente com algo mesmo sem estar precisando daquilo. Ou seja, mais de 90% das compras realizadas não são feitas utilizando-se a razão. A razão é acionada nesse processo apenas para justificar as suas decisões depois que elas já foram tomadas.  Nesse caso, eu considero que justificar o leite derramado não adianta nada, não é mesmo?  Em outras palavras, mais de 90% das decisões que o ser humano toma são regidas pelo seu inconsciente.

A quantidade de informações que existe e nos chega é, na maioria das vezes, muito maior do que podemos suportar.  E essas informações, muitas vezes, parecem estar ali muito mais para nos confundir do que para nos ajudar. Ao invés de elas contribuírem para aumentar a nossa razão, parecem contribuir para aumentar o stress diário.

Mas como podemos minimizar impacto do emocional em nossas vidas e tomar as decisões com mais clareza?

Outro dado que a neurociência nos trás é que a meditação ajuda a trabalhar e a desenvolver a região do córtex pré-frontal, justamente a região que está relacionada com as decisões mais racionais. Desenvolvendo essa região do cérebro, você estará aumentando a porção mais consciente de suas ações. Poderá até passar de um estado consciente para um estado super consciente. Para desenvolver essa região do cérebro é preciso que o corpo esteja purificado, limpo, com energia suficiente para que ela chegue até o cérebro e supra a necessidade de mantença e tenha energia suficiente para desenvolver o cérebro. Por que se não, quando você sentar para fazer meditação ficará alimentando muito mais o seu emocional, dispersando e pensando no por que comprou ou deixou de comprar aquela roupa.

Por isso mesmo, é preciso manter o corpo e o psiquismo limpos e livres de toxinas para que tenha energia suficiente para levar ao cérebro.

O cérebro é o órgão mais caro do corpo humano. Ele consome cerca de 25% da energia que entra no seu corpo, por isso mesmo a importância de aumentar a energia que circula por ele. Uma vez que essa energia é aumentada não poderá ser desperdiçada tentando limpar as toxinas endógenas e exógenas. Toxinas endógenas são aquelas criadas pelas emoções pesadas como ódio, rancor, inveja, ciúmes. As exógenas são aquelas quem vêem de fora para dentro, que o seu corpo acumula com pesadas alimentações, por exemplo.

Uma coisa que é importante você saber: o seu corpo é forte e trabalha o tempo todo. E por isso mesmo ele tenta camuflar as suas percepções de que essa ou aquela alimentação é tranqüila para você levar enquanto é jovem, por que é quando ele (o corpo) ainda está jovem, mas na medida em que ele vai envelhecendo e você não busca conscientizar os seus hábitos, é natural que não consiga potencializar suas energias em prol dos seus objetivos e de suas tomadas de decisões.

Quando o seu corpo ou psiquismo se sujam, esse tipo de sujeira impede que você veja a sua essência, impede que você enxergue os seus propósitos com clareza. E é justamente essa falta de percepção dos seus propósitos que impedirá a clareza das decisões.

Portanto, algumas atitudes são cruciais para que você consiga manter-se mais limpo. Lembremos que nossa proposta de reeducação comportamental deve atingir também a forma como tratamos a nossa higiene. Se lembrarmos da higiene normal das pessoas recordaremos que esse nível de higiene aqui é muito mais elaborado e completo do que a da maioria das pessoas. Então a prática dos kríyas (técnicas de purificação orgânica) nos ensina da seguinte forma:

  1. Observar se está identificando-se / confundindo-se com pessoas ou objetos que convive no dia-a-dia, ou seja, se está sentindo vontade de controlar pessoas e objetos que convive no dia-a-dia;
  2. Observar se está tendo medo de perder pessoas ou objetos do convívio diário;
  3. Observar se está limpando ou sujando o psiquismo, ou seja, se está substituindo as emoções e pensamentos viscosos por emoções e pensamentos saudáveis tais como:
amor paixão
zelo ciúme
erotismo luxúria
raiva ódio
orgulho vaidade
ambição cobiça
admiração inveja
precaução medo
agressividade violência
sinceridade franqueza (crudeza)
 prosperidade opulência
diplomacia hipocrisia
liberdada anarquia
disciplina repressão
sugestão crítica
colaboração reclamação

 

 

Ao tomarmos consciência desses comportamentos, estamos um passo mais próximo de aprimorarmos nossa tomada de decisão.

André Paiva

André Paiva

andre.paiva@derosemethod.org

Sem comentários

Deixe um comentário